As alterações na fala são frequentes nas crianças e, até certa idade, fazem parte do desenvolvimento normal.

Contudo, a criança deve conseguir produzir todos os sons do Português Europeu, antes da entrada no 1º ciclo, evitando futuras dificuldades de leitura e escrita.

A Terapia da fala é a especialidade mais indicada para detetar estas situações e o ideal é sempre uma detecção precoce, de modo a iniciar uma intervenção rápida e eficaz.

Este quadro indica a aquisição dos sons por idade, verificando-se que aos 5 anos, todos os sons devem estar adquiridos.

No início do 1º ciclo, algumas crianças podem manifestar dificuldades em aprender a ler e escrever. Existem diversos sinais de alerta, aos quais devemos dar especial atenção e agir o mais cedo possível.

Sinais de alerta:

- Trocar sons ou letras quando está a ler ou a escrever;

- Dar muitos erros ortográficos;

- Inventar palavras quando está a ler;

- Dificuldade em interpretar textos;

- Dificuldade em construir frases ou construi-las de modo incorrecto (com alterações a nível gramatical);

- Demorar muito tempo a ler.

Nunca é demais frisar que a terapia da fala deve ser iniciada o mais cedo possível, até porque as crianças com três anos de idade ou mais novas que beneficiaram da terapia da fala, exibem resultados muito melhores do que as crianças mais velhas. Não obstante, as crianças mais velhas também apresentam progressos na terapia da fala, contudo a um ritmo mais lento porque têm já hábitos enraizados que precisam de ser reaprendidos.

Terapeuta da fala

Cátia Ambrósio